Originalidade e autencidade: a aura no ambiente digital

A primeiro parecer, com o estabelecimento do meio digital como meio de criação e propagação de arte, a teoria proposta em 1955 por Walter Benjamin cairia por terra, já que quando não há diferenças palpáveis entre um original e uma cópia, o conceito de aura se perde. A questão do entendimento da aura no meio…

Uma reflexão entre Walter Benjamin e o Museu Virtual

O livro “A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica” publicado por Benjamin em 1955, foca na possibilidade da reprodução técnica de qualquer imagem e o aceleramento desse processo provocado pelo desenvolvimento da fotografia e do cinema, alterando consequentemente o entendimento do público sobre a arte. É importante salientar aqui que existe uma diferença grande…

Re•pro•du•ção

Quando Walter Benjamin descreve a AURA como uma trama peculiar do espaço e tempo, temos como resultado dessa equação o que se chama de instante, uma definição que não é passível de reprodução, visto que sua ocorrência é única na existência. A reprodutibilidade de um conceito, não toma como partido a vertente temporal da existência…