ARTACHO JURADO EM TOMBAMENTO

Moradores dos edifícios do polêmico e icônico ‘arquiteto’ lutam pelo tombamento do edifício.

Consagrado arquiteto, João Artacho Jurado foi um empresário paulista responsável pelo desenho de diversos prédios que compõem na paisagem da capital.
Dono de uma estética que mescla elementos de escolas distintas: o déco, o nouveau, o clássico e o moderno, Jurado – como ficou conhecido – teve o auge de sua carreira entre os anos 1940 e 1950, quando projetou e executou a maioria de seus edifícios, que viriam a se tornar referências nas cidades de São Paulo e Santos.

1
(Edifício Bretagne)

Artacho, que nunca frequentou a escola de arquitetura, teve formação através da convivência com pessoas do meio e isso fez com que seu reconhecimento fosse tardio, já que não era permitido que ele assinasse suas obras.
Um dos icônicos edifícios projetados por Jurado é o Parque das Acácias, APRACS, construído em 1960, no bairro de Higienópolis em São Paulo. Com 16.000 m² construídos sobre 15 andares o prédio – como todas as obras do arquiteto – tem elementos arquitetônicos marcantes que estão ameaçados por uma proposta de reforma que irá descaracterizar o plano original do arquiteto.

2
(Lateral do Edifício Parque das Acácias, APRACS)

Indignados com a obra proposta, os moradores do prédio e da região estão se mobilizando para impedir que a mesma aconteça. A reforma sugere diversas modificações que irão alterar a essência do projeto, como por exemplo, a substituição do revestimento em pastilhas – característica marcante nas obras de Artacho – por madeira e a construção de um playground.

3
(Parte superior do Edifício Parque das Acácias)

O grupo contrário à reforma entrou com um pedido de urgência no Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico – Conpresp – para acelerar o processo de tombamento do edifício, o que assegura que a obra não sofra maiores alterações em seu projeto original.

Apracs+(14)_reduzida
(Parte da Fachada do Edifício Parque das Acácias)

A articulação dos moradores tem ganhado visibilidade na internet, mas o Conpresp ainda não se manifestou quanto à decisão final, já que de acordo com o órgão a ordem ainda está em fase de análise.

 

Publicado em Anual Design

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s